Como atingir o seu objetivo

Já faz quanto tempo que você está esperando aquela promoção no trabalho? Ou já se perguntou porque você não está conseguindo emagrecer (ter qualidade de vida)? Por que você ainda está com dificuldades em se relacionar com as pessoas?

Se eu disser para você que eu tenho a resposta para todas estas perguntas eu seria um mentiroso. E que tipo de hipócrita estúpido eu seria se prescrevesse aqui 14 hábitos de sucesso para você seguir… Porque eu sei que você seguiria por um tempo, mas depois desistiria se sentindo uma ameba no meio da sociedade… (Eu posso dizer isso porque eu já me senti assim)

Sabe porque isso não funciona? Porque nós somos humanos e não maquinas.

Maquinas recebem comandos, que quando executados todo o sistema operacional obedece, já o homem, é completamente diferente.

Diferente das maquinas, nós temos escolha, fazer ou não fazer, ir ou não ir, será que eu devo? Será, será… Bom, eu vou deixar para depois… (Eeee… mais uma vez nós nos deitamos no safá da “procrastinação”).

Eu também não vou colocar aqui uma receita de como vencer a procrastinação. Porque ela só pode ser vencida quando você (meu chapa) decidir correr atras do seu sonho (objetivo).

Mas… Se tudo isso é passível de falha não existe nada que eu possa fazer para atingir o meu objetivo?

Calma, tem sim. O tio Renato explica:

Lembra quando você entrou na escolinha da titia Tetéia? No pré.
Um dos principais objetivos dela não era apenas ensinar, mas ensina-los a aprender.

Ensinar a aprender não é tão simples quanto passar matéria para os alunos.
Ensinar a aprender exige tempo, repetição, acompanhamento… Ela não fazia a atividade para o aluno, ela simplesmente dava as orientações para que o aluno fizesse.
Você poderia não saber na época, mas ela também acompanhava a sua evolução, o seu crescimento. Ela anotava o seu nível de evolução, traçando metas com objetivos concretos, metas essas difíceis para uma criança mas totalmente possível para a professora.
E graças a titia Tetéia, você se formou! Não só porque aprendeu, mas também porque ela te acompanhou nessa caminhada, ela te ajudou a cumprir as metas que você não sabia que existia, romper as barreiras da sua mente e chegar no seu objetivo (se formar).

Perceba que o mesmo padrão se aplica no ensino fundamental, ginásio e ensino médio (é claro que o tratamento mudou, você já sabe aprender), mas a cobrança e a motivação ainda é um fator forte no ensino (ou ao menos deveria ser… )

Chegando na faculdade o que você tem? Mais cobrança e socialização. Nesta etapa da vida você não é só motivado pelo professor, mas também pelo seu sonho, pela sua realização…

Primeiro dia no trabalho, a mesmíssima coisa!
Vem alguém para te orientar, acompanhar e consequentemente, cobrar!!!

Notou a pessoa em comum em toda essa história de vida?
Em todas as principais realizações que você já viveu (pré, escola, faculdade, trabalho) você tinha alguém para te acompanhar, planejar, criar as metas, cobrar, até alcançar o seu objetivo.

Essa pessoa meu caro é a figura do “Coach” em sua vida.
Tanto a amada titia Tetéia, ou aquela professora chata do ginásio, quanto aquele colega (brother) que te ajudou no trabalho, eles fizeram o papel de Coach em sua vida. E veja o que aconteceu, você conseguiu!

Retomando o que eu disse o início desse texto. Se você quer verdadeiramente parar de procrastinar e atingir o seu objetivo, faça um processo de Coaching.

Porque é o Coach quem vai te ajudar a traçar um caminho, levantar as metas, te ajudar a quebrar as barreiras… Não usando uma receita de bolo, mas de acordo com o seu objetivo de vida, sob medida, pra você!

Sabe aquele terno lindo que foi feito sob medida para você, assim é o processo de Coaching. Por isso que funciona!

Faz o seguinte:
Se você realmente quiser sair da sua zona de conforto, clique AQUI e solicite uma sessão experimental online (gratuita), sem compromisso.
E depois você me diz se vale a pena ou não passar pelo processo de Coaching.

Até mais, te vejo lá!

Ouça o nosso podcast sobre o assunto